A Amizade é um Amor que nunca morre!

Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011
publicado por desabafos_da_Ana às 16:08
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011

 

"Terror de te amar num sítio tão frágil como o mundo

Mal de te amar neste lugar de imperfeição
Onde tudo nos quebra e emudece
Onde tudo nos mente e nos separa.

Que nenhuma estrela queime o teu perfil
Que nenhum deus se lembre do teu nome
Que nem o vento passe onde tu passas.

Para ti eu criarei um dia puro
Livre como o vento e repetido
Como o florir das ondas ordenadas."

Sophia de Mello Breyner Andresen

publicado por desabafos_da_Ana às 18:15
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

 

 

 

"Se possuísse uma canoa e um papagaio, podia considerar-me realmente como um Robinson Crusoé, desamparado na sua ilha. Há, é verdade, em roda de mim uns quatro ou cinco milhões de seres humanos. Mas, que é isso? As pessoas que nos não interessam e que se não interessam por nós, são apenas uma outra forma da paisagem, um mero arvoredo um pouco mais agitado. São, verdadeiramente como as ondas do mar, que crescem e morrem, sem que se tornem diferenciáveis uma das outras, sem que nenhuma atraia mais particularmente a nossa simpatia enquanto rola, sem que nenhuma, ao desaparecer, nos deixe uma mais especial recordação. Ora estas ondas, com o seu tumulto, não faltavam decerto em torno do rochedo de Robinson - e ele continua a ser, nos colégios e conventos, o modelo lamentável e clássico da solidão."

  

  

Eça de Queiroz

publicado por desabafos_da_Ana às 06:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011

 

"Um peixe pode ser só um peixe, sem espinhas nem pele prateada, cozinhado e pronto a comer. Mas também pode ser muito mais do que um peixe, pode ser um espelho da maior solidão do mundo enquanto arrefece sobre uma placa mármore"

 

 

Lydia Davis

publicado por desabafos_da_Ana às 17:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Terça-feira, 11 de Janeiro de 2011

 

Para mim foste sempre como um Pai

Nos primeiros tempos era complicado

Mas depois comecei  chamar-te Pai

E soube bem

Todos diziam que tu tinhas mau feitio

Quem não tem?

Mas para mim nunca o tiveste

Sempre fomos cumplices.

Tantas vezes choramos juntos

Tantas vezes rimos juntos.

Foste sempre um Homem com "H" grande

Sempre soubeste o que querias

Sempre foste correcto e justo.

No dia em que te fui ver ao hospital

Doeu,

Doeu tanto ver-te deitado naquela cama

Enroscado, tão magrinho

Mas doeu mais

Quando no dia dia a seguir

Recebi A chamada

Percebi que tinhas apenas estado à espera

À espera para te despedires ´

Doeu tanto, doi e vai continuar a doer

Vai ser uma dor que não vai passar nunca

Mas que me vou ter que habituar a viver com ela

Porque sempre gostei de ti como um Pai

E vou gostar sempre!

O meu único consolo é saber que partiste

Sem sofrer e calmo, por isso

Descansa em paz Pai!

publicado por desabafos_da_Ana às 09:03
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

É bom sentir o teu cheiro na minha almofada quando vais embora!

publicado por desabafos_da_Ana às 13:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
25
27
28
29

30


últ. comentários
Obrigada, uma Boa Páscoa para ti tambem. Um beijin...
Olá amiga Ana . parabéns pelo bom gosto na escolha...
Olá grande Amigo, fico feliz que tenhas gostado. E...
Olá! Venho só dar-te os meus parabéns pelo bom gos...
Obrigada Mano, acertaste no dia mesmo em cheio, fo...
Olá minha querida amiga. Só hoje encontrei o teu c...
Meu querido Mano e Grande Amigo, que saudades. Est...
É um poste de alguém que sempre soube o que quer e...
Obrigada! Sabes este post nao é sobre o amor, é so...
Muito poderoso o teu texto sobre o amor. Há nova p...
mais sobre mim
subscrever feeds